PROCEDIMENTOS CIRÚRGICOS

gluteoplastia_topo.jpg
Perda de peso e flacidez
MEtracopng.png

Procedimentos cirúrgicos após grande perda de peso ou presença de flacidez importante

LIFTING DE COXAS

 

A flacidez é sempre motivo de incômodo para qualquer mulher, e até para os homens. Grandes emagrecimentos, alternância de períodos de ganho e perda de peso e o avanço da idade é comum a ocorrência de flacidez nas coxas. Essas alterações podem resultar em assaduras, inflamação dos pelos e dificuldade para caminhar. 

 

Por ser relativamente fina a pele da parte interna da coxa não contrai suficiente após a perda de peso, deixando excesso de pele no local. Para corrigir o problema, a cirurgia plástica das coxas, a Dermolipectomia de coxas, visa retirar o excesso de pele proporcionando um contorno da coxa mais natural e menos flácido.

Em alguns casos, quando há flacidez juntamente com excesso de gordura localizada na coxa o cirurgião pode associar a outro procedimento, a lipoaspiração.

No período pós operatório é necessário repouso absoluto por uma semana. O cirurgião poderá indicar o uso de cinta modeladora e cremes para facilitar a cicatrização, além de sessões de drenagem linfática.

LIFTING DE BRAÇO

 

Usar regatas também pode ser um martírio para quem está com os braços flácidos. A flacidez é resultado do afinamento da pele e a perda de elasticidade com o passar dos anos, em alguns casos de emagrecimento.

Acabe com o trauma do tchau rejuvenescendo os braços por meio da cirurgia, a dermolipectomia de braços.

Para quem tem braço gordinho, sem flacidez e ainda é jovem, a melhor indicação é a lipoaspiração, já que a retração da pele na juventude é boa. A lipoaspiração pode ser associada à dermolipectomia dos braços nos casos em que haja excesso de pele e acúmulo de gordura.

 

Primeiramente a lipo é realizada, fazendo com que após a retirada da gordura a pele fique ainda mais flácida. Na mesma cirurgia, a pele é retirada na sequência.

Durante a avaliação o cirurgião irá verificar a flacidez e gordura para, então indicar a técnica mais adequada para o seu caso.

Tanto a lipoaspiração como a dermolipectomia de braços são  realizadas em ambiente hospitalar, a anestesia poderá ser local com sedação ou geral, a critério da equipe anestésica. Na maioria dos casos pode-se sair no mesmo dia.

No período pós operatório o cirurgião poderá indicar o uso de cinta para sustentar os braços, por alguns dias, drenagem linfática, além de cremes para auxiliar na cicatrização. De acordo com a evolução clínica o medico orientará sobre o período em que poderá retomar as atividades, prática de esportes ou dirigir, por exemplo.

GLUTEOPLASTIA

 

A cirurgia plástica de gluteoplastia visa proporcionar volume à região do bumbum através do implante de próteses de silicone.

 

É indicada a pacientes que tenham glúteos pequenos, atrofia no glúteo ou que tenham passado por grande perda de peso e, consequentemente, perdido volume.

Por ser uma região bastante importante ao equilíbrio da silhueta, diversos pacientes que se sentem insatisfeitos com o volume ou com a aparência de seu glúteo procuram um método capaz de corrigir esses problemas e obter resultados naturais que valorizem as curvas naturais do corpo.

Algumas pessoas possuem a musculatura da região glútea pouco desenvolvida e, mesmo se exercitando em academias, não conseguem obter um resultado satisfatório. Outros fatores como a perda significativa de peso, o sedentarismo, ou mesmo a idade prejudicam a elasticidade da pele e o músculo da região glútea, que tendem a apresentar flacidez e podem ser corrigidos através da técnica.

Pacientes que desejam apenas realçar as curvas ou melhorar a aparência da região glútea também podem recorrer ao implante de silicone. Embora comumente se indique a realização de enxertos de gordura através da lipoescultura a esses casos, o implante de silicone também pode proporcionar bons resultados para realçar o volume já existente.    

A realização do procedimento de gluteoplastia é indicada para pacientes com mais de 16 anos, uma vez que nesta faixa etária a estrutura corporal já está quase toda formada.

GLUTEOPLASTIA - PRÓTESE

Visando resultados naturais, a gluteoplastia oferece diversas combinações envolvendo o formato, o volume e o tipo de prótese que será utilizado durante o procedimento.

Cada paciente apresenta características diferenciadas com relação ao tamanho e ao volume de seus glúteos, bem como a relação dos glúteos com o restante do corpo, principalmente o quadril e as coxas. Durante a avaliação, o cirurgião observará a harmonia do conjunto e indicará a melhor opção para cada caso.

A composição das próteses utilizadas na cirurgia plástica de gluteoplastia é semelhante às próteses mamárias. Elas utilizam o mesmo material de silicone coeso, que não vaza, e são extremamente resistentes. São feitas justamente para resistir às pressões naturais exercidas sobre a região e ainda possuem a proteção da camada de tecido adiposo da área glútea e do músculo glúteo máximo, tornando ainda mais raras as possibilidades de ruptura.

Alguns pacientes se preocupam com eventuais rupturas, ou mesmo de sentirem incômodo ao se sentar, por exemplo. Essa é uma preocupação desnecessária, uma vez que não se senta utilizando a região onde as próteses são implantadas. Elas ficam localizadas na porção superior do glúteo e o peso que o corpo exerce quando sentado é descarregado na porção inferior dos glúteos e nas coxas.

Para evitar a perfuração da prótese, fica proibida a aplicação de injeções intramusculares na região após a realização do procedimento de gluteoplastia. Esse tipo de injeção pode ser aplicado em outras regiões do corpo, como braços ou coxas, sem prejudicar a eficácia do medicamento.

O volume proporcionado pelo implante das próteses na região glútea valoriza as curvas naturais da silhueta e oferece harmonia ao contorno corporal.